Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente.

Bem-Vindo

14 de Maio de 2021

Início do conteúdo
Topo do site, versão de impressão (Exemplo)
Página inicial > Comunicação > Notícias > EGR alerta para aumento dos riscos de atropelamento de animais durante o verão
Publicação: 17/12/2020 às 11:41

EGR alerta para aumento dos riscos de atropelamento de animais durante o verão

Acidentes graves podem ser evitados com a adoção de alguns cuidados - Foto: EGR/divulgação
Acidentes graves podem ser evitados com a adoção de alguns cuidados - Foto: EGR/divulgação

Nesta época, o aumento do tráfego em direção ao interior e às regiões litorâneas associado ao deslocamento frequente de muitas espécies de animais nativos para reprodução ampliam o número de atropelamentos de fauna. Segundo levantamentos realizados no âmbito do Programa de Proteção e Monitoramento da Fauna, que integra o Plano Básico de Gestão Ambiental (PBA) da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), estima-se que uma média de 2.862 vertebrados (entre mamíferos, aves e répteis) foram atropelados por semana, em 821 quilômetros de rodovias monitoradas, somente no período entre a primavera e o verão do ano passado.

Desde março de 2019, a EGR vem executando atividades voltadas à proteção e à prevenção de acidentes envolvendo a fauna silvestre nas rodovias sob sua administração. Parte do plano para avaliar a extensão deste impacto e mitigar o problema consiste em levantar o número de indivíduos atropelados, a frequência e os locais mais comuns.

No entanto, os estudos consideram que os dados possam ainda estar subdimensionados, já que uma parcela dos animais atingidos nas colisões morre fora da área observada no monitoramento (pista e acostamento); parte dos corpos acaba sendo removida ou decomposta pelo tráfego de veículos; e pode haver também erro associado à própria detecção das carcaças pelos observadores. Há subnotificação, principalmente, no caso de animais voadores e nos de médio e pequeno porte. Outro ponto relevante diz respeito à extensão da malha analisada. Não foram considerados os trechos que atravessam áreas altamente urbanizadas, pois apresentam reconhecidamente menor incidência de atropelamentos de fauna nativa, além de não apresentarem eficácia para a implementação de medidas mitigadoras.

“Mesmo que o movimento nas rodovias possa não ter sido tão elevado este ano em razão da pandemia, precisamos alertar para este risco envolvendo animais, uma vez que muitos acidentes graves podem ser evitados com a adoção de alguns cuidados simples”, comenta o engenheiro ambiental da EGR Rafael Schmitz.

As medidas a seguir podem fazer toda a diferença na preservação da vida de animais e de pessoas:

Trafegue sempre dentro dos limites de velocidade indicados para cada trecho, pois estes consideram também a probabilidade de ocorrência de acidentes

  • Fique atento a placas de sinalização que indicam a presença de fauna
  • Pratique direção defensiva, observando animais no acostamento e levando em conta a possibilidade de cruzarem a pista
  • Procure viajar durante o dia, pois além de se ter melhor visibilidade da estrada, alguns animais se deslocam mais no início da manhã e à noite
  • Nunca jogue lixo nas rodovias e em seus arredores, o que atrai animais
  • Acione a EGR ao presenciar animais feridos ou atropelados pelo telefone 0800 648 3903
Endereço da página:
Copiar
EGR - EMPRESA GAÚCHA DE RODOVIAS S/A
Endereço: Av. Borges de Medeiros, 1555 - 11º andar
Fone: Telefones
Porto Alegre - RS